Espelho espelho meu, existe alguém que se cobra mais do que eu?

Como amar a si mesmo?
23 de abril de 2018
O que a falta de combustível pode nos ensinar?
29 de maio de 2018

Nunca é o que o outro pensa, mas o que nós pensamos sobre nós mesmos. Queremos ser alguém que muitas vezes não conseguiremos ser, e assim gastamos uma energia enorme para manter o padrão de exigência que nós mesmos nos impomos. E para que? E por quê? O que nos motiva a seguir atendendo tantas demandas externas. Corpo “perfeito”, cabelo “perfeito”, dietas loucas, supervalorização do consumo desmedido, hipnotizados pelas redes sociais. O que nos faz seguir e curtir pessoas que julgamos ser o padrão ideal de felicidade, de realização, de beleza e de fama, mas que, no entanto, são apenas seres humanos tentando sobreviver, sentindo em algum estágio as mesmas dificuldades, aflições, medos e alegrias que nós. Por que tudo isso quando o que importa realmente é descobrimos o propósito de nossa vida, o que nos realiza de verdade, o que faz nosso coração pulsar.

Penso que uma hora a ficha cai e é engraçado porque percebemos que tudo é uma ilusão da mente e então nesse momento parece que retiramos um peso de nossos ombros e passamos a nos conectar com nossa real essência, nos tornando mais leves e menos exigentes. “Se a vida é tão curta, por que fazemos tantas coisas que não gostamos e gostamos de tantas coisas que não fazemos?”

Quando nos damos conta que podemos mudar o rumo dessa história podemos contar também com uma ferramenta incrível que é a meditação. O ato de parar alguns instantes por dia, respirar profundamente, deixar os pensamentos fluírem sem dar atenção a eles e aquietar o coração, traz benefícios incalculáveis. Abrimos a nível energético os portais para o universo operar milagres em nossas vidas e começamos a aprender a linda arte do auto amor, auto respeito e auto perdão. Somos beneficiados, assim como todos ao nosso redor.

Não tenhamos pressa, mas não percamos tempo, pois não somos seres humanos vivendo experiências espirituais, somos seres espirituais vivendo experiências humanas.

Silvia Dorian
Silvia Dorian
É yogini, terapeuta de barras de access, meditadora e professora de yoga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *